Como Foi Meu 2017 – Meu Relatório Anual de Integridade Pessoal

Pela primeira vez estou publicando para os meus leitores o meu Relatório Anual de Integridade Pessoal.

Trata-se de uma avaliação pessoal íntima que realizo todos os anos e que considero de grande importância.

O objetivo dela é avaliar se, no ano que está terminando, fui coerente e vivi em conformidade com o meu Plano de Vida.

Farei essa avaliação respondendo as 3 perguntas abaixo:

  1. Quais os Valores que atualmente orientam o meu Plano de Vida?
  2. Estou vivendo em conformidade com esses Valores e com esse Plano de Vida?
  3. O que farei em 2018?

Depois de respondê-las, responderei a pergunta mais importante:

E se a morte viesse para mim hoje?

Se a idéia lhe parece interessante, use as perguntas acima para produzir o seu próprio Relatório de Integridade Pessoal.

Esse nome é horrível, eu sei, mas ficaremos com ele por falta de um melhor.

Vamos em frente, tenho questões sérias e muito importantes para responder. Espero que goste de aprender um pouco sobre como realizo minha avaliação pessoal anual.

A palavra que a define essa avaliação é sinceridade.

Se eu não for absolutamente sincero, esse relatório não terá valor algum e será apenas uma brincadeira inútil.

Como sempre, use o espaço para comentários ao final do texto para perguntar o que quiser. Eu respondo 100% dos comentários que recebo aqui no blog.

1.Quais os Valores Que Atualmente Orientam o Meu Plano de Vida?

Tenho um Plano de Vida muito bem definido. Para mim, esse Plano é fundamental.

Eu o considero como a minha principal ferramenta para o sucesso.

Uma das partes deste Plano descreve os Valores que devem orientar minha conduta em todas as áreas da minha vida.

Aqui estão os 6 Valores que fazem parte dele:

  1. Amor à Sabedoria
  2. Auto-Responsabilidade
  3. Virtude e Amor ao Próximo
  4. Simplicidade
  5. Saúde
  6. Liberdade Financeira

Quero “meditar” agora sobre o significado de cada um destes Valores para mim.

Essa “meditação” é a forma mais efetiva que conheço de não perdê-los de vista, já que, em 2018, pretendo continuar fiel ao mesmo conjunto de Valores.

1. Amor à Sabedoria

Eu adoraria ser um sábio. Isso tornaria minha vida muito mais fácil, feliz e útil. No entanto, não acredito que eu possa ser sábio algum dia.

Por esse motivo tomei a decisão de me contentar em ser “somente” um amante da sabedoria.

O amante da sabedoria é o filósofo.

A palavra filosofia é de origem grega – philosophia. Trata-se da junção das palavras philia – amizade, amor – e sophia – sabedoria ou conhecimento.

O filósofo não é ainda um sábio, mas ama a sabedoria e procura aproximar-se dela por todos os meios possíveis.

Como então defino o Valor que chamo de Amor à Sabedoria?

Escolhi as palavras ditas por Sócrates (469 a.C. — 399 a.C) no diálogo Fédon, que foi escrito por Platão (428 a.C. — 348 a.C.) e relata os últimos momentos de Sócrates antes de sua morte:

Talvez, ao contrário, exista aqui apenas uma moeda de real valor e em troca da qual tudo o mais deva ser oferecido: a sabedoria! Sim, talvez seja esse o preço que valem e com que se compram e se vendem legitimamente todas essas coisas: coragem, temperança, justiça, a verdadeira virtude, em suma, acompanhada de sabedoria. Sócrates

Ser sábio é, para o homem, a realização suprema e o estado máximo de perfeição ao qual ele pode aspirar.

Se não posso ser um sábio, amarei a sabedoria de todo coração, mesmo tendo apenas um entendimento precário do que ela seja.

2. Auto-Responsabilidade

Devo assumir toda a responsabilidade por minha subsistência e realização pessoal.

Na prática, isso significa, entre outras coisas:

  • Ser 100% responsável por minhas escolhas
  • Pagar 100% das minhas contas
  • Resolver 100% dos meus problemas

O valor que hoje chamo Auto-Responsabilidade antes chamava-se Liberdade.

A Auto-Responsabilidade é, para mim, a liberdade levada às suas últimas consequências.

Ser auto-responsável é exercer 100% da minha liberdade com todas as suas consequências, sejam elas boas ou más.

3. Virtude e Amor ao Próximo

Ser doce e caridoso, mas sem sentimentalismo. Ser amável.

Cultivando o Amor à Sabedoria aprendi algo importante: nenhuma ação humana é mais elevada e perfeita do que a caridade.

E a caridade não é somente dar ou doar, mas também compreender, evitar os maus pensamentos sobre alguém, perdoar, não levar em conta as ofensas.

Caridade é objetividade em relação ao próximo.Frithjof Schuon

Do que o próximo precisa, objetivamente e sem rodeios?

Se tem fome, lhe damos comida. Se tem sede, lhe damos água. Se precisa ser ouvido, lhe damos atenção. Se pede o nosso conselho, lhe damos conselho. Tudo com amor.

Em tudo, sempre que possível, mais beneficiar do que ser beneficiado. Essa é a essência da virtude.

Com efeito, a virtude consiste mais em beneficiar do que ser beneficiado e mais em realizar atos nobres do que não realizar atos vis. Aristóteles

4. Simplicidade

Humildade. Se a caridade é, segundo Frithjof Schuon (1907 — 1998), “objetividade em relação ao próximo”, a simplicidade é uma “objetividade em relação a si mesmo”.

Essa definição é brilhante!

Humildade é objetividade em relação a si mesmo. Frithjof Schuon

Não apegar-se aos elogios. Não pensar muito sobre mim mesmo.

No meu Plano de Vida coloquei as palavras de François Fénelon (1651 — 1715):

A simplicidade é uma retidão da alma que corta qualquer volta inútil sobre si mesmo e sobre suas ações. Ela é livre em seu trajeto, porque não pára para se compor com arte.François Fénelon

Nada de vaidade. Nada de tentar compor uma imagem de mim mesmo. Ser simples. Se possível, ser nada.

5. Saúde

Entre 2011 e 2014 fui um triatleta amador muito disciplinado e competitivo.

Estive em ótima forma física e participei de provas de Triathlon que pouco tempo antes pareciam impossíveis para mim.

Eu me sentia ótimo!

O tempo passou, meus interesses mudaram e o meu nível de comprometimento com o esporte caiu.

No entanto, a Saúde continua sendo um valor muito importante para mim e reconheço que preciso cuidar um pouco mais desse bem tão precioso.

Tenho planos para 2018 e falarei sobre eles adiante.

6. Liberdade Financeira

Estou agora em Chiang Mai, uma fantástica cidade no norte de Tailândia.

Conquistei a liberdade geográfica e a flexibilidade de tempo que sempre sonhei.

Hoje sou um nômade digital e estou vivendo a vida dos meus sonhos.

O próximo passo é conquistar minha liberdade financeira e por isso esse Valor passou a fazer parte do meu Plano de Vida.

Como não sou louco por dinheiro e jamais vi na riqueza material a solução de todas as coisas, perseguirei esse objetivo com toda paciência e calma.

Em tempo: se você ficou interessado em saber mais sobre como construí a vida dos meus sonhos e como você também pode construir a sua, leia com atenção o meu guia Como Construir a Vida dos Seus Sonhos.

Estou Vivendo em Conformidade Com Esses Valores e Com Esse Plano de Vida?

Sim. Estou sendo fiel ao meu Plano de Vida e sei que essa é a razão da grande satisfação e alegria que estou experimentando atualmente.

Dentro do meu Plano de Vida tenho 6 Áreas de Responsabilidade:

  • Vida Profissional
  • Vida Intelectual
  • Vida Financeira
  • Viagens e Aventuras
  • Esportes e Saúde
  • Família

Vou falar rapidamente sobre os principais acontecimentos e conquistas do ano em cada uma destas áreas.

Vida Profissional

Meus clientes parecem felizes com a grande ajuda que estou lhes dando e essa é certamente a maior conquista profissional que eu poderia desejar.

Como coach, ultrapassei a marca das 1.200 horas conduzindo programas de curta e longa duração e estou muito experiente profissionalmente.

Conquistei diversos novos clientes, aprimorei muitos aspectos do meu negócio e os meus programas de coaching alcançaram grande maturidade.

O grande desafio que enfrento no momento é o de me manter atualizado e implementar as novas estratégias de Marketing Digital que surgem o tempo todo.

É tarefa difícil criar, manter e desenvolver um negócio digital sozinho, mas tenho feito um trabalho razoavelmente bom.

Vida Intelectual

O meu primeiro livro, 55 Meditações e Broncas, foi lançado e já estou trabalhando em um novo livro.

Ele vai se chamar O Aproveitamento do Tempo e está sendo totalmente escrito aqui na Tailândia. Espero poder lançá-lo em Março de 2018.

Meus estudos em Filosofia, Desenvolvimento Pessoal, Teologia, Metafísica, Ética, História e Religião Comparada avançaram razoavelmente.

Li muitos livros, mas não posso fazer uma contagem precisa agora, já que a maior parte deles está no Brasil.

Entre os livros lidos, destaco alguns sem nenhuma ordem de preferência:

  • Ética a Nicômaco, Aristóteles
  • Fédon, Platão
  • A Consciência de Si, Louis Lavelle
  • O Erro de Narciso, Louis Lavelle
  • A Crise do Mundo Moderno, René Guénon
  • Sobre o Medo, Jiddu Krishnamurti
  • O Abandono à Providência Divina, Jean-Pierre de Caussade
  • A Filosofia e o Seu Inverso, Olavo de Carvalho
  • Crime e Castigo, Fiódor Dostoiévski
  • Como Viver Com 24 Horas Por Dia, Arnold Bennet

O resumo é simples: sou menos burro agora do que era no início de 2017. Estou satisfeito com o progresso que fiz esse ano.

Vida Financeira

Minha vida financeira está equilibrada e saudável. Não tenho dívidas e sempre gasto menos do que recebo.

Retomei meus investimentos com uma carteira equilibrada seguindo orientações da minha corretora, a XP Investimentos.

Em 2018 pretendo dedicar algum tempo aos estudos sobre finanças e investimentos.

Aqui em Chiang Mai, na Tailândia, vejo muitos nômades digitais que trabalham operando online no mercado financeiro.

Todos aqueles gráficos belíssimos me atraem e acho que essa é uma boa forma de ampliar meus ganhos enquanto estou viajando.

Começarei a pensar nisso assim que estiver de volta do Brasil, em Março de 2018.

Viagens e Aventuras

Esse foi um ano perfeito em termos de viagens e aventuras. Só posso me alegrar com as conquistas alcançadas nessa Área de Responsabilidade.

Em Janeiro de 2017 eu estava no Vietnã, terminando uma longa viagem de 3 meses que passou, além do Vietnã, pela Tailândia, Malásia, Singapura, Indonésia e Bali.

Voltei ao Brasil no final de Janeiro e em Outubro eu estava de volta à Bangkok, a capital da Tailândia, para uma temporada de pouco mais de 4 meses no Sudeste Asiático.

E aqui estou agora, escrevendo essas linhas em Chiang Mai, na Tailândia.

Até o momento não coloquei os pés fora da Tailândia, já que estou muito focado em trabalhar e finalizar meu novo livro.

Estarei aqui em Chiang Mai pelo menos até o início de Fevereiro de 2018.

Em Fevereiro poderei me aventurar por algumas semanas em alguns países da Ásia, mas ainda não possuo nenhum plano concreto.

Deixarei para pensar no assunto adiante, a vida aqui em Chiang Mai está excelente e não penso em deixar essa cidade agora.

Esportes e Saúde

O ano de 2017 foi pouco movimentado em termos de práticas esportivas e de atividades físicas em geral. Ganhei até um peso extra.

A grande conquista nessa Área de Responsabilidade foi a realização do curso de Introdução à Vela nos meses de Agosto e Setembro.

A idéia de comprar um veleiro, morar nele e velejar mundo afora começou depois da leitura de alguns livros do Amyr Klink, de quem sou muito fã.

Esse é um projeto complexo e ainda não sei se o levarei adiante, mas resolvi dar o primeiro passo fazendo esse curso introdutório.

Vou continuar amadurecendo a idéia, mas sem nenhuma pressa de fazê-la acontecer.

Esse é um projeto de longo prazo e que requer muito tempo de preparação, estudo e investimento. Vamos com calma.

Família

Pai, mãe e irmão saudáveis, seguros e felizes no Brasil.

Tenho o apoio deles em 100% do que faço e isso torna tudo muito mais fácil para mim.

Sem o apoio da minha família o sonho de viver como um nômade digital seria bem mais complicado.

É maravilhoso poder viajar pelo mundo sabendo que, no retorno ao Brasil, terei meus pais e meu irmão esperando ansiosamente por mim de braços abertos.

O Que Farei em 2018?

Não sou adepto das “super promessas” de fim de ano, que são frequentemente exageradas e desproporcionais.

Minhas Metas são definidas ao longo de todo o ano usando um método simples e muito efetivo que ensino em meus programas de coaching.

Defino um pequeno grupo de Metas e assim que as cumpro defino um outro pequeno grupo. E assim conduzo meu Plano de Vida.

O que faço no fim do ano é apenas definir, em linhas gerais, o que desejo fazer no ano seguinte.

Para 2018, listei, até o momento, 4 coisas que desejo realizar:

  • Retomar meus estudos de Violão Clássico
  • Retomar a Prática Esportiva Disciplinada
  • Iniciar estudos sérios na Área Financeira
  • Investir na produção de Conteúdo em Vídeo

Essas 4 iniciativas são novidades que pretendo adicionar ao conjunto de projetos e atividades que já desempenho no momento.

Existem também 3 coisas que desejo manter e ampliar em 2018:

  • Continuar crescendo como Coach e Empreendedor Digital
  • Manter e ampliar meus estudos em Alta Cultura
  • Continuar fazendo longas viagens como Nômade Digital

Se você continuar acompanhando o meu trabalho em 2018 terá a oportunidade de ver de perto como vou conduzir todas essas iniciativas.

Será um grande desafio, mas me sinto muito motivado para trabalhar em tudo isso. Já estou pronto para 2018!

Para concluir, quero responder a mais importante de todas as perguntas.

E se a Morte Viesse Para Mim Hoje?

Não há sequer um dia em que eu não pense sobre a minha própria morte, mesmo que apenas por alguns segundos.

Não penso nela com tristeza. Não a temo.

Esse pensamento recorrente, ao contrário, me dá grande impulso para fazer o que sei que precisa ser feito e para viver a vida que desejo viver.

Não posso esperar. A marcha inexorável que vai do berço à sepultura jamais descansa. De pé, ao trabalho!

Mas e se a morte viesse hoje? 

Minha resposta: eu teria feito tudo o que sempre quis fazer.

Trabalho com o que sempre sonhei em trabalhar, viajo como sempre sonhei em viajar, estudo os livros e exploro os temas que sempre sonhei em estudar e explorar.

Não me falta nada daquelas coisas que desejei desde a minha infância e adolescência.

Tenho tudo, e esse tudo é tão pouco comparado àquilo que os ambiciosos lutam e brigam para ajuntar.

Bens materiais? Já tenho todos os que preciso e ter mais só tornaria as coisas mais complicadas.

Aos 34 anos cheguei à maravilhosa descoberta de que os únicos bens realmente bons são os bens do espírito.

Todos os outros bens, ou seja, os externos e materiais, só podem ser bons se temos esse bem interior.

Para mim, a vida está muito boa e não vejo razão para ter grandes ambições. Tudo o que desejo fazer é continuar trilhando o caminho que já estou trilhando.

Além disso, sei que preciso dedicar meus esforços para corrigir meus defeitos, que são muitos e que, às vezes, parecem multiplicar-se.

Conclusão

Espero que a leitura desse texto tão pessoal tenha sido proveitosa para você.

Meu objetivo com a publicação dele foi inspirar você a produzir seu próprio Relatório de Integridade Pessoal.

E se você está lendo essas palavras já em 2018, saiba que não é tarde para realizar sua avaliação.

Vá em frente, toda data é boa para avaliar-se com sinceridade e honestidade. Toda data é boa para conhecer-se e crescer.

Ficou curioso sobre algo e gostaria de fazer perguntas, elogios ou críticas? Deixe um comentário abaixo!

E se você ainda não tem um Plano de Vida e gostaria de construir um, clique na imagem abaixo para descobrir como posso ajudar você pessoalmente.

Desejo para você um fantástico 2018! Conte comigo para o que precisar.

  • Cecília Fraga

    Valongueiro, seu relatório me inspirou muito, só acho que ele veio um pouco tarde demais. Não dou conta de escrever um textão como esse nos últimos dois dias do ano, ainda mais com os compromissos que tenho. Minha sugestão para o próximo ano é que você tente publicar esse relatório pelo menos uns 10 dias antes do ano acabar.

    De toda forma eu quero sentar um pouco hoje para escrever um pequeno relatório sobre o meu 2017. Obrigada mais uma vez e parabéns pelo seu ano incrível. Um feliz ano novo para você aí na Tailândia. Beijo!

    • Cecília, pisei na bola com a data de publicação, né? Mil desculpas. Minha idéia era publicar esse relatório pelo menos uma semana antes do ano novo, mas me enrolei com compromissos por aqui e só hoje consegui finalizá-lo. Prometo uma maior antecipação no Relatório 2018! 🙂

      Quanto ao seu relatório, ele não precisa ser um texto grande como o meu. Acho que o mais importante é que ele seja absolutamente honesto. Alguns poucos parágrafos escritos “com o coração na mão” são mais valiosos do que um texto grande e cheio de mentiras ou verdades mal contadas. Vá em frente e faça o que estiver ao seu alcance!

      Um abraço e um fantástico 2018 pra você, nos falamos em breve! Se cuide!

    • Orlando Tosta

      Olá André, fico feliz em ver que você está ajudando a muitos e seu plano de vida, já ser uma realidade que melhora a cada dia, parabéns pelo sucesso.

      Eu estou na luta, tentando me reinventar, e alguns dos seus artigos estão me ajudando, porém ainda estou no que chamo de (Loop infinito, da prisão da Mente), que é quando você tem muitos pensamentos e fica preso neles e não consegue fazer nada seguir no rumo dos sentidos. Estou nesse momento a meditar no que eu realmente fiz em 2017. E o loop volta até nessas horas. :(. Sobre o seu Relatório de Integridade Pessoal, estou agora sugerindo um pensamento para um novo nome! Estou nesse Loop de Pensamentos. E vou chama-lo de Comunicação com as forças interiores, resumindo: Revisão do laço do amadurecimento pessoal! , em busca do criador da vida! dentro do EU.

      Obrigado por existir, e a transformar vidas, um dia quem sabe eu possa deixar vc me ajudar mais de perto, antes preciso sair do loop!

      • Fala @orlandotosta:disqus! Tudo bem por aí?

        O que você chama de “Loop de Pensamentos” não pode ser solucionado com luta e esforço. É precisamente a luta a o esforço que que geram toda essa confusão. Se não há o esforço para mudar, para fazer diferente, para ser outra coisa diferente do que se é, não há essa multidão de pensamentos e essa confusão.

        Infelizmente esse espaço é muito curto para que eu me aprofunde nesse tema, que é um assunto no qual tenho muito interesse e que já estudei bastante. O que posso dizer aqui é que há uma forma diferente de viver e perseguir objetivos e sonhos, uma forma de viver que está muito além desse cerco no qual você se meteu ao cultivar e cultuar tantos pensamentos.

        Desejo sucesso para você em 2018. Conte comigo para o que precisar!

  • Gabriel Azevedo

    Fala, André! Inspirador seu relatório. Preciso fazer um desses pra ontem para melhor alinhar meus objetivos para 2018.

    Uma curiosidade: estou reorganizando minha vida financeira e começando a investir em renda fixa. Quanto a você, como está distribuída mais ou menos sua carteira?

    Grande abraço! Boas realizações em 2018!
    Já aviso que anseio pela chegada do novo livro! 🙂

    • Fala, Gabriel. Fico feliz que o relatório tenha inspirado você!

      A carteira é super simples: 65% em Renda Fixa e 35% em Renda Variável. Basicamente segui as instruções que recebi da minha corretora segundo o meu perfil investidor. Quando retornar ao Brasil vou começar a dar mais atenção aos meus investimentos, por hora eu apenas quis iniciá-los da maneira mais simples, segura e rápida possível.

      Um grande abraço e um fantástico 2018 pra você. Bom saber que está esperando o livro, logo ele estará aí no seu computador ou nas suas mãos!

      Boa sorte com o seu relatório pessoal. Se cuida!

  • Renato P. Barbosa

    Parabéns por mais um artigo tão precioso André. Como comentei recentemente em seu instagram, saber que você publicou algo novo é sempre uma boa notícia. Tenho certeza que seus ensinamentos, sua jornada de descoberta pessoal e tudo aquilo que você tem feito com tanto amor ainda farão diferença na vida de milhões ou até bilhões de pessoas perdidas nesse mundo abarrotado de luzes, estímulos e informações.
    Seu relatório é muito bom e certamente trouxe novo oxigênio para o meu já costumeiro mapa de metas de ano novo. Te desejo felicidades, alegrias e que você continue vivendo e construindo a vida dos seus sonhos.

    Forte abraço

    • Fala, Renato! Sempre bom ver você por aqui, meu velho!

      Se minhas palavras chegarem a 10% desses números que você citou eu já eu estarei mais do que satisfeito. Na verdade acho que esse trabalho até já atingiu mais pessoas que do que achei que ele atingiria. Vou simplesmente continuar fazendo o que já estou fazendo.

      Te desejo um 2018 épico e torço para que continue aparecendo por aqui no próximo ano. Um grande abraço!

      • Renato P. Barbosa

        Muito obrigado André.
        Paz e saúde sempre.

        Abraços

  • Gilberto Souza

    Ola bom amigo .seus conteúdos tem me ajudado bastante, te desejo vida longa para continuar seu legado e transmitindo inspiração.

    • Obrigado, Gilberto. Bom saber que tenho ajudado você. Um fantástico 2018 pra você, espero que continue por perto!

      Um grande abraço!

  • Edileuza Pimenta de Lima

    “Esse nome é horrível, eu sei, mas ficaremos com ele por falta de um melhor”. André, querido… A sua busca constante pela Excelência (sim, com E maiúscula) não combina com uma frase dessas. Permita-me sugerir um nome… Como acredito que muita coisa fica mais palatável (e até compreensível) em inglês, que tal INTEGRITY REPORT?

    • Eu concordo com você, Edileuza. Muita coisa fica mais bacana e até mais compreensível em inglês, mas como o relatório é escrito em português eu não queria usar um nome em inglês. O nome “Integrity Report” é muito bom e é assim que o James Clear, o blogueiro que me inspirou a escrever esse relatório anual, chama os relatórios dele.

      Além disso, há uma questão técnica importante: para efeitos de bom posicionamento em mecanismos de busca como o Google, o uso de um título em inglês não é um bom negócio.

      Fazia tempo que eu não falava com você. Tá tudo bem por aí? Como anda a vida? Mande novidades!

      Um abraço e um 2018 fantástico! 🙂

      • Edileuza Pimenta de Lima

        André, querido, explicação plenamente aceita 🙂 Não conheço, ainda, o trabalho do James Clear, vou dar uma olhada.
        Interessante estarmos falando agora. Após 3 anos de Academia de Pilotos, evoluí bastante na minha busca pelo desenvolvimento pessoal e digo com orgulho que tive uma boa base contigo.
        Tou cada vez mais otimista com os rumos que minha vida está tomando. Ando com foco laser e me sinto cada vez mais inspirada a perseguir meus objetivos. Quando estiver aqui por São Paulo, não existe em me contatar.
        Esse ano será extraordinário, para todos nós!
        Forte abraço.

        • Que maravilha, Edileuza! Muito bom ouvir isso, fico super feliz por você e por mim! 🙂

          Eu estarei de volta ao Brasil em Março ou Abril e chegarei por São Paulo. Ainda não sei se ficarei e quantos dias ficarei por aí antes de retornar ao Recife, mas se houver oportunidade para um encontro será ótimo.

          Você recebe meus e-mails, né? Fica de olho neles que devo avisar quando estiver voltando ao Brasil. Aí você me responde para marcarmos algo. Espero que seja possível.

          Sucesso e conte comigo para o que precisar!

  • Mabel Balabanian

    Oi André, conheci o seu blog agora e já fiquei impressionada com tanto critério e organização! Você é ótimo no que faz! Me identifiquei muito com os seus valores, com os seus planos! Parabéns por todas as realizações! São inspiradoras!!! Preciso seguir você por aqui! Obrigada por compartilhar todo esse conhecimento!

    • Seja bem-vinda, Mabel. Feliz demais em receber você por aqui e saber que gostou do meu trabalho. Obrigado! 🙂

      Para ficar sempre por dentro e em contato não deixe de cadastrar seu e-mail, assim vou te escrever sempre que boas novidades e artigos surgirem.

      Um abraço e vamos conversando. Fique sempre por perto!

  • Gustavo Zamoner

    Sensacional cara! Acompanhando seu trabalho e agora sua vida também (rsrs) sempre sinto uma extrema lucidez no seu raciocínio, e isso é sensacional pra mim porque é tão difícil você encontrar idéias que refletem a vida como ela é hoje em dia, sem devaneios, e histórias de que se acreditar piamente em algo, a mágica acontece… Ver um texto como esse, reforça minha crença de que sim é possível criar a vida que sonho, e que estou no caminho certo! Dá até pra sentir um peso a menos nas costas hauhauhahaua abraços e tenha um excelente 2018!

    • Fala, Gustavo! Fico feliz que o texto tenha inspirado você, é sempre bom ouvir isso dos meus leitores! 🙂

      Sem dúvida é possível criar a vida que sonhamos, inclusive publiquei recentemente um artigo chamado “Como Construir a Vida dos Seus Sonhos”, você viu? Segue o link: http://www.valongueiro.com/vida-dos-seus-sonhos/

      Vai fundo na leitura e, depois dela, no trabalho disciplinado e feito com amor. Um abraço, meu velho! Sucesso!

  • Arthur Silva Mendonça

    Olá, André. Gostaria de saber em qual livro o Shuon faz aquela citação sobre a caridade. E gostaria de saber também se você usou ou ousa algum método específico para organizar o dia e as metas.

    • Arthur, vi o Frithjof Schuon dar esse definição de caridade nesse vídeo: https://youtu.be/lSaguTMtSqY

      Eu uso métodos para quase tudo o que é prático, inclusive para organizar meus dias e minhas metas. Depois de muitos anos experimentando muitas técnicas, estratégias e outras coisas, terminei atingindo certa maturidade no uso de todas essas coisas e descobrindo um jeito pessoal muito efetivo de tocar o meu projeto de vida. São exatamente essas coisas que ensino em meus programas de coaching.

      Algumas partes desse método já apareceram em meus artigos aqui e no Mude.nu, mas nos programas de coaching consigo mostrar como tudo isso funciona junto e preparar as pessoas para que façam uso de tudo isso nas suas vidas diárias.

      Num certo sentido, os meus artigos são como as peças de um quebra-cabeça. Não faço isso porque não quero mostrar o método inteiro, mas porque eu levaria muito tempo escrevendo todo esse conteúdo. Para ensinar uma pessoa a fazer uso desse método eu levo, em média, 15 horas, que são distribuídas ao longo de 12 sessões de coaching. Imagine colocar em texto todo esse conteúdo.

      Mas pouco a pouco – aqui, nas redes sociais, no Mude.nu – vou mostrando partes desse esquema, que é o esquema no qual me apoio totalmente para fazer absolutamente tudo o que desejo e preciso.

      Te convido a considerar passar por uma programa de coaching comigo. Vai te ajudar muito e te fazer ganhar muito tempo e salvar muita energia e dinheiro.

      Um abraço e obrigado pelo comentário. Você é sempre bem-vindo e eu estou sempre aqui para ajudar!