Estar ansioso é andar em círculos: tenha pressa, mas devagar

O seu agir é fonte de inquietação e ansiedade? É necessário que seja assim?

Existe uma enorme diferença entre dedicar-se aos seus interesses – ao seu trabalho, estudos e projetos de vida – e inquietar-se por causa deles.

É sempre válido entrar em ação visando conquistar aquilo que desejamos, mas essa ação não precisa ser incompatível com a paz.

É plenamente possível buscar nossa realização sem que isso nos perturbe emocional e psicologicamente. A ação que perturba a paz é uma ação imperfeita.

E o que seria a ação perfeita? Louis Lavelle a descreveu de maneira brilhante:

[A atividade perfeita] é uma atividade alegre, desinteressada e inocente, fecunda e destituída de esforço, sempre radiosa e comungante. Louis Lavelle

Não convém sofrer pela inquietação e pela ansiedade ao agir, pois nenhuma dessas emoções têm qualquer utilidade na busca por aquilo que queremos.

São Franscisco de Sales (1567 – 1622), em seu livro Filoteia, nos mostra que o ansioso e o inquieto estão fadados a andar sempre em círculos:

Toda inquietação perturba a nossa razão e nos impede de fazer bem aquilo mesmo que nos deixa inquietos. São Franscisco de Sales

Não se pode fazer nada bem feito se estamos inquietos e ansiosos. A paz é condição fundamental para o bom exercício dos nossos talentos naturais, da nossa criatividade e dos nossos conhecimentos.

Em alguns momentos é necessário ter pressa e agir rapidamente? Sim. Algumas ocasiões e circunstâncias exigem uma ação acelerada, que não se demore em concluir-se.

É preciso então aprender a apressar-se devagar.

A expressão é aparentemente contraditória, mas dei instruções sobre como começar a fazer isso em meu guia sobre como trabalhar bem.

Nele ensino um método simples para executar tarefas com máxima clareza e foco e alcançar uma produtividade muito acima da média.

O ponto é – e trate de guardá-lo na memória:

Quem se inquieta ao agir, pouco consegue realizar, e o pouco que consegue nunca está realmente bem realizado. André Valongueiro

Por isso, é realmente importante encarar as nossas atividades com tranquilidade, preservando nossa paz interior e trabalhando com ordem e zelo. Ordem é progresso.

Tudo se resume a definir com clareza o que vamos fazer num dado momento e, ao começar a fazê-lo, nos desligarmos de todo o resto.

E assim vamos vencendo as etapas do nosso trabalho: uma a uma, sem atropelos nem atrapalho.

Por outro lado, se formos incapazes de estabelecer uma ordem e prosseguir tendo-a como guia, logo estamos em confusão.

Estive imerso nessa confusão improdutiva e frustrante por muitos anos, até que, à custa de muito esforço, finalmente pude experimentar os inúmeros benefícios de trabalhar com ordem e paz.

Pergunta:

Você tem tido problemas para trabalhar com ordem e superar a inquietação e a ansiedade? Qual a sua principal dificuldade? 

Eu gostaria de conversar com você nos comentários abaixo.

Desejo o melhor para sua vida.

André Valongueiro


Coaching com André Valongueiro

  • Maria Helena Mota

    Oi André. Como vai?
    Sabe? Há algum tempo juntei os seus artigos num arquivo para ir lendo de acordo com o tempo disponível. Hoje comecei a lê-los e já li 3 muito bons. Não podia deixar de fazê-lo. Não aprendi muito porque a minha memória já me prega partidas. Porém, anotei-os num bloco que anda sempre comigo para o caso de ter um tempinho extra e não ter que abrir o PC. Já é velhinho e está muito lento. Está como a dona. (Risos). E, como sempre, é meu dever dar-lhe os PARABÉNS, mais uma vez, pelos artigos excelentes. São eles: 7 maneiras de vencer o desânimo, Os quatro inimigos que nos impedem de mudar de vida e Vamos com pressa mas devagar. Já tinha dado uma vista de olhos mas hoje li e anotei o que achei mais importante. Também anotei num caderno de pensamentos de figuras célebres, algumas das frases que o André colocou entre aspas. Portanto, se alguma vez eu escrever uma dessas frases (que acho muito úteis e lógicas) no meu blog ou mesmo no FB, não se preocupe porque colocarei o seu nome.
    Fico mesmo muito admirada com a sua inteligência, com o seu modo de escrever e com a maneira como consegue fazer passar as suas mensagens. Irei continuar com a leitura sempre que possa.
    Desejo-lhe uma boa semana.
    Abraço.

    • Maria, obrigado pela fidelidade na leitura deste humilde blog. Bom saber que os artigos estão lhe sendo úteis de alguma forma.

      Quanto ao compartilhamento das frases contidas nos artigos você pode usar e abusar delas, são suas! 🙂

      Obrigado mais uma vez e até breve em um novo artigo!

  • Ana Carolinne Gomes

    Este blog tem me ajudado muito! Na busca inquietante por milhões de coisas (que nem eu mesma entendia), aqui aprendi a me acalmar. E escrever!
    Obrigada!

    • Que maravilha, Ana! Parece que tenho “um blog que acalma” e isso é fantástico! 😀

      Fico feliz que os artigos estejam transformando a sua percepção das coisas de alguma forma. E torço para que permaneça conosco aprimorando a capacidade de trabalhar com ordem e paz.

      Um abraço e obrigado pela participação!

  • Socrates Brito

    Boa noite!
    Este é o primeiro artigo que leio pois eu sou extremamente ansioso e sei que isso me prejudica demais.Se qualquer coisa não ocorre como o esperado eu acabo perdendo a paciencia e passo a reclamar de tudo.E depois me arrependo e só resta a dor de cabeça literalmente.

    • Não deixe que emoção alguma o sequestre e roube a sua paz, Socrates. Aqui vai um dos pontos do meu livro para você, espero que o faça concluir algo acerca da inutilidade de todo e qualquer estado mental aborrecido:

      ESTAR SERENO, em paz. Por que aborrecer-se, se aborrecendo-se perdes o bom espírito para o trabalho no teu projeto de vida, te convertes em incômodo para os outros, te sentes mal contigo mesmo e depois, se quiseres voltar a fazer o que deves, tens de obrigatoriamente acalmar-te?

      Sacou? 😉

      Um abração!

  • Rafaela Castilho

    Hoje sou uma pessoa melhor por conta desses artigos!
    Gratidão imensa!
    Obrigada André!

    • Que maravilha ouvir isso, Rafaela. Isso me enche de ânimo e satisfação. Obrigado!

      Um abraço. Torço por você! 🙂

  • Olá André!

    Ótimo artigo. Obrigado por compartilhar conteúdos assim.
    Eu acho que sou inquieto e ansioso, mas estou trabalhando pra melhorar isso.

    Como é díficil kkkkk 😀

    Saudações do Chief of Design! 😀

    Abraço!

    • Sou eu quem agradeço a sua presença por aqui, David. Obrigado!

      Sim, é difícil. Requer atenção, vigilância e uma boa capacidade de perseverar na atitude de colocar freios em pensamentos e hábitos de pressa. Mas o resultado compensa o esforço: é na paz que atingimos o nosso máximo potencial produtivo e criativo.

      Um grande abraço!

  • Tatiana

    Olá André ! Em primeiro lugar muitos parabéns! Você faz um trabalho fantástico, ajudamos imenso com cada palavra sua …
    A minha situação está muito complicada.
    Vou ficar sem trabalho, ora então, sem dinheiro … Vivo com os meus pais mas dependendo somente de mim. Tenho um namorado que me ajuda imenso. Mas sinto me mal.. Pois sempre gostei da minha independência.
    A ansiedade toma conta de mim cada vez mais. Sinto me derrotada e sem forças !

    • Obrigado, Tatiana! 🙂

      A sua situação não está muito complicada. Você apenas ficará sem emprego. Situação muito complicada é outra coisa bem diferente. Você só precisa conseguir um novo emprego. Vamos deixar de moleza, arregaçar as mangas e agir. Boa sorte!

      Um abraço!

  • Martha Moça

    Estava lendo o artigo dos 7 erros de produtividade e de lá, vim pra cá. Descobri que sou altamente ansiosa… Vou implementar a meditação no meu dia a dia e ver se assim eu melhoro. Muito obrigada pelas dicas, André! Como sempre!

    • Deixei uma dica para você sobre meditação em outro comentário, Martha. Você deve ter recebido um e-mail notificando a minha resposta. Dá uma olhada lá, o que indiquei certamente irá te ajudar!

      Obrigado pela participação ativa! 😉

  • Pamela Fernanda

    André, boa noite!
    Infelizmente em 2010 descobri que tenho um problema muito grave (que faz parar a minha vida se não o controlo) .. Se chama Transtorno Ansioso Misto e Depressivo, e esse problema me deixa muito, mas muito ansiosa. Tem épocas que me sinto perfeitamente bem, mas, basta acontecer qualquer coisa fora do comum para me desestruturar por completa. Pretendo faz algo como Yoga, Meditação ou alguma outra coisa que me ajude, pois não sei mais o que fazer!

    • Oi, Pamela! Não sei se o que vou dizer irá ajudar muito, mas não tenho outra coisa para dizer: simplesmente continue lutando com toda potência e dignidade. É só isso que vida nos exige, afinal, que façamos um esforço para viver bem diante de qualquer circunstância. Foi para isso que nascemos.

      Boa sorte. Torço por você! 😉

  • Geziane Woitkiv

    A cada dia aprendendo mais e mais, já sou fã do seu trabalho André..Meu muito obrigada de coração pelos ensinamentos tem me feito a cada dia melhor…já reservei meia hora do meu dia para ler estes conteúdos que escreve, assim como os livros que recebi…fazem-me muito bem, me dão uma visão diferente e me fazem evoluir ….Ansiedade o mal do século, existe um livro com este nome que por sinal eu li… andar em circulos…assim me identifiquei….eh assim que me sinto quando a ansiedade toma conta…hoje estou aprendendo a cada dia controlar.

    • Obrigado, Geziane. Que alegria receber esse comentário! A ansiedade é sem dúvida um dos grandes males não só do século, mas da história da humanidade. E ela ainda pode piorar muito no curso das próximas décadas. É algo realmente preocupante e muito sério.